Salvador na Copa do Mundo – Aproveitando a cidade em dia de jogo

Salvador foi abençoada com excelentes jogos na primeira fase da Copa do Mundo. Além disso, ainda recebe uma partida das oitavas e outra das quartas de final. Bairrismo a parte, acho que a melhor combinação turismo + futebol ficou por aqui. Rio, Manaus, Recife e as outras cidades são todas ótimas para passear, mas em nenhuma delas a principal atração turistica está a 10 minutos de caminhada do Estádio, como o Pelourinho está da Fonte Nova!

Cruz do Sao Francisco

Largo da Cruz de São Francisco, Pelourinho – dia de ALE x POR

A FIFA está disponibilizando várias formas para os torcedores chegarem aos estádios – onibus especial nos shoppings, metrô para pessoas cadastradas, bicicletários para quem quiser ir de bike. Nesta Copa já presenciamos dois jogaços – Espanha x Holanda e Alemanha x Portugal. Em ambos os jogos, fomos pelo Pelourinho. Para quem tem carro, chegando umas 2h antes do jogo achamos vaga nos estacionamentos no local – onde nos foi cobrado R$30 pelo acesso – preço fixo e pagamento adiantado. Quem está sem carro pode pegar um taxi para o Comércio e parar em frente ao Elevador Lacerda, esquema que fizemos no segundo jogo e correu tudo bem. Dali, subimos o elevador para a Praça Municipal. O Pelourinho está logo à esquerda, com a Praça da Sé e o Terreiro de Jesus. Em todo esse percurso há policiamento e, a partir do Terreiro de Jesus, também vi placas indicativas do caminho pro Estádio – e se os gringos conseguem, a gente dá conta também. 😉

Pelourinho 1

Rua das Laranjeiras, Pelourinho – Dia de ALE x POR

No Portal da Copa você encontra um link para a Fan Walk, uma sugestão de roteiro a pé do Porto de Salvador ao Estádio – na Cidade Baixa não vi monitores ou orientações, mas a partir do momento que se chega na cidade alta, está tudo sinalizado. A Fan Walk é uma boa iniciativa para promover a turistagem em Salvador, mas achei bem tímida. TIve que fazer várias tentativas de googlar o roteiro – sem saber o nome, fica bem difícil. Espero que melhore até o fim da Copa!

Mas independente de nome, esse roteiro funciona bem e, pra quem não é da cidade, o melhor é se arrumar cedo e seguir o Fan Walk, sim! Minhas sugestões: Vamos pegar um taxi ou ônibus até o Comércio e descer em frente ao Mercado Modelo. É hora de aproveitar para ver o artesanato – mas pensar bem no que vai comprar ou deixar pra comprar na volta, pois pode ser que a gente escolha algo que é proibido no estádio, né? O Mercado fecha 19h todos os dias, exceto domingo, quando fecha às 14h. Dali, pegamos o Elevador Lacerda – a catraca está liberada nos dias de jogos, e com isso você economiza R$0,15 (sim, quinze centavos) para a subida. Chegando na cidade alta, estamos na Praça Municipal. À direita, o Palácio Rio Branco, antiga sede do Governo. Na frente, a Casa da Câmara dos Vereadores. À esquerda, um prédio mais moderno, a Prefeitura. Desta saída do Lacerda temos uma das mais belas e fotografadas vistas da cidade.

IMG_2777

Vista da Cidade Alta, ao sair do Elevador Lacerda – dia de ALE x POR

Seguindo para a esquerda, passando pela Prefeitura, vamos chegar à Praça da Sé. No jogo Alemanha x Portugal, estava ali uma ação bem interessante da Embaixada Alemã em parceria com a Federação Alemã de Futebol – uma “sucursal” do consulado alemão com dicas diversas da cidade, segurança, um engenhoso tradutor alemão-português de bolso e o que mais o turista precisar. Achei bem interessante. Fiquei pensando se outros torcedores têm assessoria semelhante.

IMG_2692

O stand do Nationalmannschaft fan club – apoio itinerante aos torcedores alemães – ALE x POR

Andando mais um pouquinho, chegamos no Terreiro de Jesus, onde a Holanda fez o Orange Square antes do jogo Holanda x Espanha. O Terreiro está todo enfeitado não só para a Copa mas também para o São João, pois no Pelourinho acontece o São João oficial da cidade, na noite de 23 para 24 de Junho e nos finais de semana próximos. O Terreiro tá lindo e virou palco de encontro de torcidas e expressões artisticas locais. Ali está o Cravinho, ótima opção para tomar umas e comer uns petiscos depois do jogo. Recomendo demais os camarões encapotados com tapioca. Hummmm….

IMG_2694

Terreiro de Jesus todo enfeitado durante o mês de Junho

Dali há vários caminhos a fazer. Se tivermos tempo, dá pra descer até o Largo do Pelourinho, onde geralmente está o Olodum para a festa pré e pós jogo e há um telão para ver os jogos da Copa. Do lado da Igreja do Rosário dos Pretos (a igreja azul na ladeira) está o Restaurante Escola do SENAC. Ali há um buffet de comida baiana, com sobremesa inclusa, de excelente qualidade. O maior ganho deste buffet, pra mim, é a chance de em uma oportunidade só experimentar várias comidinhas baianas. O atendimento é excelente e a comida é muito boa.

Hora de ir pro Estádio… Pelo google, vamos descer a Ladeira 12 de Outubro e subir a Ladeira do Prata, logo em frente. Estando já na região, devemos procurar a ladeira onde está o restaurante da Alaíde do Feijão, ou procurar onde é a ladeira do estacionamento do Pelô. A ladeira que vamos subir está bem em frente. Ao fim da subida, vira-se à direita, primeira à esquerda e voilá! Eis a Fonte Nova. Mas mesmo sem essas orientações, não dá pra se perder. É só seguir o fluxo. 😉 E há policiamento em todo o trajeto.

IMG_2584

Lá vai o holandês subindo a ladeira – caminho para a Fonte Nova – HOL x ESP

Os jogos têm sido incríveis. A Arena foi inaugurada há mais de um ano e o equipamento todo está muito bem testado para a Copa. Filas existem sempre nas lanchonetes, mas não fogem da regra de grandes eventos, seja no Brasil ou no Exterior. As torcidas têm dado um show de irreverência e boa vizinhança. Torcedores do Bahia, Vitória, Ipiranga (!), Galícia (!!!), Espanha, Holanda, Alemanha, Portugal – todos estão curtindo o espetáculo. Olas, gritos de torcida, vaias, canções, tudo está no pacote. Emociona, nos envolve, quando você se dá conta está com sentimentos confusos – triste pela Espanha, feliz pela Holanda, temerária pelo Brasil, com medo da Alemanha, sentindo a ausência de Portugal, ansioso pela Suiça. E vumbora comemorar os gols, seja lá de que seleção for.

IMG_2726

ALE x POR na Arena Fonte Nova

 

Acabando o jogo, vamos fazer o mesmo caminho de volta? Saimos da Arena, descemos ladeira, subimos ladeira e em 10min estamos no Pelourinho. Bares e Restaurantes estão com TVs ligadas para transmitir demais jogos e resenhas – pode sentar e pedir uma caipiroska e uma carne do sol com aipim, pra ficar no clima do Nordeste no São João (é época, lembra?). Em toda a área há música, festa, batuques e torcedores comemorando ou chorando as mágoas. Dali, para pegar um taxi, melhor voltar ao Terreiro de Jesus ou à Praça Municipal (a do Elevador Lacerda) onde há pontos de taxi. Também se pode descer o Elevador e pegar um lá embaixo, onde também há um ponto.

IMG_2775

Torcedores de ALE x POR de volta ao Pelourinho

Um fim de noite perfeito pra mim pode ser no próprio Cravinho do Terreiro de Jesus, ou nos restaurantes da Marina da Contorno… ou um acarajé no Rio Vermelho.

Desculpaê, gente. Se existir esquema de turistagem + jogo mais perfeita que esse, vou adorar saber, e se possivel, experimentar. Por hora, vou testar essa fórmula exaustivamente em Suiça x França, Bosnia x Irã, oitavas e quartas de final. É o que tenho para essa Copa!

IMG_2660

Tapete laranja descendo a ladeira após o jogo para comemorar no Pelô – HOL 5 x 1 ESP

Links interessantes:

Informações sobre a Copa na cidadehttp://www.secopa.ba.gov.br

Mudaríamos alguma coisa que fizemos nesse dia? – O relato acima é o compilado da nossa experiência em todos os jogos da copa das confederações na Arena Fonte Nova e 2 jogos da Copa do Mundo, até agora. Então oque está aqui relatado é o nosso roteiro perfeito. Não mudaria nada. 😀

Meu dia perfeito de turistagem + jogo: idem, é o relatado acima. Quanto mais cedo acordar, mais dá pra aproveitar o roteiro. O importante é se encaminhar pro Estádio com 2h-1h30 de antecedência.

Onde ver os jogos, sem ser no estádio? Há a FanFest, no Farol da Barra, mas não fui ainda pra conferir. A informação que obtive no local é que só funciona em dias de jogo na cidade ou dias de jogo do Brasil. Bares em geral no Jardim Brasil (Barra), Orla da cidade, bares do Pelourinho, estão todos transmitindo o jogo.

Taxi para o Aeroporto – Da Barra, que fica na ponta da península, dá em média R$85. Há ônibus dos principais hotéis da cidade para o Aeroporto, a linha é a S10. O toll free é 9090 71 9979-1000, para mais informações.

Fan Walk de Salvador – http://promoview.com.br/nordeste/397966-fan-walk-mostrara-historia-da-bahia-a-turistas

Turismo na Bahiahttp://www.bahia.com.br

Blogs da cidade:

Salvador em 1 dia – http://salvadoremumdia.blogspot.com.br

365 motivos para amar Salvador – http://365salvador.wordpress.com

Guia de Sobrevivência do Soteropobretano – http://soteropobretano.blogspot.com.br

Área de Jogos da Adri – https://adrianelima.wordpress.com

Pra saber o que tá rolando na cultura e sociedade, a Revista Muito, do Jornal A Tarde – http://atarde.uol.com.br/muito

IMG_2717

As baianas de acarajé estão presentes na Arena Fonte Nova

 

 

Brasil x México na Arena Castelão – Nossa experiência na Copa das Confederações

Em 2013, durante a Copa das Confederações, aproveitamos para fazer um tour por 3 cidades-sede do torneio, além de visitar a Arena Fonte Nova em todos os jogos sediados em Salvador. Já narramos nossa experiência na Arena Pernambuco. De lá, seguimos para Fortaleza para assistir ao nosso primeiro jogo do Brasil na competição – Brasil x México, no Castelão.  

Arena Castelao 1.jpg

Marcando território. 🙂

O dia do jogo geralmente exige uma programação de dia inteiro, principalmente se você está turistando na cidade. Estávamos em Fortaleza já há 2 dias e resolvemos testar a experiência de sair para um voo logo após o jogo, na mesma noite. Sendo assim, nossos planos eram: acordar um pouco mais tarde, fazer checkout, pegar um taxi para o aeroporto, deixar as malas num guarda-volumes (que localizamos e pesquisamos no dia em que chegamos na cidade), almoçar no aeroporto e pegar o onibus da FIFA para o Castelão. Na volta, sairíamos assim que o jogo acabasse, pegaríamos o onibus de novo para o aeroporto e voaríamos de volta pra casa. Bonito no plano, não é? Posso adiantar que tudo deu certo no final, mas a ansiedade reinou durante todo o dia!

Fizemos o checkout no hotel às 11h, com previsão de chegar no aeroporto em meia-hora, de taxi, gastando aproximadamente R$35,00. Havia uma manifestação com concentração prevista para as 10h e descobrimos que os cearenses são bastante pontuais. Quando passamos pela região, no caminho para o Aeroporto, a via principal já estava bloqueada, fazendo com que precisássemos pegar um caminho alternativo. Demos uma volta enorme, demoramos meia hora mais que o previsto e a corrida ficou em R$80,00.

20140604-001839-1119168.jpg

Chegando ao Aeroporto, fomos até o guarda-volumes, que fica na área externa no andar do embarque. De longe avistamos vários armários ainda abertos e respiramos aliviados. Entretanto, quando chegamos no guichê de atendimento, a atendente nos informa que estavam todos quebrados e havia somente mais UM disponível. Graças ao hábito adquirido de viajar leve, nossa bagagem de 1 semana para Recife e Fortaleza cabia em 2 malas de mão e uma mochila. Tudo coube no guarda-volumes, mas por pouco ficaríamos sem opção. A alternativa seria ir até a companhia aérea tentar despachar logo as bagagens para um voo da noite. Nem sei se eles aceitam bagagem com tanta antecedência, mas ficamos novamente aliviados de não ter sido necessário utilizar esta opção.

Almoçamos em um restaurante de comida a quilo no Aeroporto e fomos para a fila do ônibus da FIFA, com ponto no Aeroporto. A fila estava grande, já, mas tudo estava bem organizado. Faltando 3 horas para o jogo pegamos o busu e fomos para o estádio, pois queríamos chegar cedo com receio das manifestações atrapalharem o roteiro do ônibus. Correu tudo bem, chegamos no ponto e haviam monitores para guiar o caminho. Ponto negativo foi a pouca sinalização na região – e a pouca existente era bem pequena para a multidão presente. Na hora da volta, a sinalização mais visível fez falta.

20140604-001839-1119227.jpg

Chegamos no Castelão após uma caminhada de 20 minutos. O estádio, novo, é muito lindo e majestoso. Depois que entramos, aproveitamos para conhecê-lo por dentro. Os bares estavam funcionando bem, com filas pequenas e administráveis. Demos uma volta completa no Castelão antes de sentar em nossos lugares, bem atrás de um dos pontos de escanteio. O ângulo que pegamos não era dos melhores para ver toda a partida, mas nos momentos críticos era sempre uma emoção. Banheiros do estádio estavam impecáveis, o fluxo de pessoas muito bem administrado e durante as vezes em que fomos comprar bebidas/comida não faltou nada nem pegamos filas demoradas.

Arena Castelao 2.jpg

Dá pra provar o Bolo de Rolo nas Arenas Castelão e Pernambuco!

Seleções brasileira e mexicana em campo, tocam os hinos – e acho que nesse jogo no Castelão foi a primeira vez que a torcida cantou o hino além do tempo protocolar da FIFA. Foi uma emoção sem fim. Como é que se combina uma coisa dessas, não é mesmo? De fato, somos todos juntos num só coração – e o resultado foi uma onda de euforia que tomou conta dos torcedores e jogadores ( e provavelmente tocou medo nos mexicanos, ehehe), resultando em 2 x 0 para o Brasil.

O segundo gol, já no finalzinho do segundo tempo, assistimos de pé quase na saída do estádio. Estávamos preocupados em pegar uma confusão de transporte como foi em Recife, o que com certeza acarretaria em perdermos o voo.

arena castelao 3.jpg

Invasão asteca no Castelão

 

Pois saímos do Castelão e andamos em direção ao ponto de ônibus, sem confusão ou correria. Ao chegar aos pontos, o único problema foi identificar onde estavam os ônibus de cada destino (placas muito pequenas) – mas ao acharmos o busu para o aeroporto nós entramos e conseguimos até viajar sentados. Chegamos ao Aeroporto em 15minutos, pegamos nossa bagagem e embarcamos.

Informações sobre a Copa na cidade –
 ao descermos no Aeroporto, dois dias antes do jogo, não encontramos nenhuma informação específica sobre os jogos da Copa. Havia um balcão de informações turísticas em reforma – provavelmente a intenção era terminar a reforma até o dia do jogo. Pegamos panfletos e livretos com informações genéricas sobre a cidade, apenas.

Mudaríamos alguma coisa que fizemos nesse dia?
 – Se possível, teria voltado para o hotel após o jogo. O esquema jogo+vôo funcionou, mas é muito estressante. Passamos todo o dia na rua para voar de volta pra casa de noite, chegamos moídos em Salvador. Um descanso no hotel para um voo de madrugada teria sido menos cansativo.

Meu dia perfeito de turistagem + jogo:
Passear no Centro Cultural Dragão do Mar pela manhã e almoçar na região; dali, pegar um dos busus da FIFA para o estádio; depois do jogo, pegar o busu da FIFA para a Beira-Mar, passear na feirinha e jantar num dos restaurantes da região.

Onde dá pra assistir os jogos na TV
: Em 2013 a prefeitura montou telões na praia de Iracema; na noite anterior fomos ao Restaurante Cocobambu, na Beira Mar, e estavam transmitindo jogos.

Taxi para o Aeroporto
: A rota Iracema-Aeroporto deu R$36, em condições normais de temperatura e pressão. 😉

Links interessantes sobre Fortaleza
:

O blog ABC de Férias, da amiga Liliane Sonsol:
http://www.abcdeferias.com.br/category/abc-de-fortaleza/

O site da Arena Castelão
http://arenacastelao.com/site/

O Restaurante Cocobambu, onde comemos muito bem:
http://restaurantecocobambu.com.br/cb-beira-mar

O Restaurante Le Marché, uma graça de francês para a noite em Fortaleza, indicaçao da Lili do ABC de Férias – Texto do Guru Riq Freire:

http://www.viajenaviagem.com/2013/11/programao-de-6a-em-fortaleza-jantar-no-mercado-dos-pinhoes

A barraca que fomos na Praia do Futuro (muito bom atendimento!), recomendada pela amiga Priscylla Mesquita:
http://www.itaparika.com.br

O Centro Cultural Dragão do Mar:
http://www.dragaodomar.org.br/index.php

A Cafeteria Santa Clara, local que revisito sempre que vou a Fortaleza (café, atendimento, doces, salgados, tudo bom!)
http://www.cafesantaclara.com.br/cafeteria

O Mercado Central de Fortaleza, bom pra comprar artesanato
http://www.mercadocentraldefortaleza.com.br/

A Feirinha da Beira Mar em Fortaleza
http://feirinhabeiramar.com.br/

20140604-001839-1119026.jpg

Barraca Itapariká – sol, sombra, água fresca…

 

Arena Pernambuco – nossa experiência durante a Copa das Confederações

A Copa das Confederacoes acabou, a FIFA ja fez suas avaliacoes sobre o evento e sobre as sedes, e agora já podemos nos candidatar a comprar ingressos para os jogos da Copa do Mundo 2014. Este ano, eu e o Caetano aproveitamos as férias acompanhando alguns jogos da Copa das Confederações e turistando nas cidades-sede Recife, Fortaleza, Belo Horizonte e Salvador. Estivemos em Recife para o jogo Espanha x Uruguai, primeiro do campeonato na Arena Pernambuco. Aqui, conto como foi o nosso dia e tento imaginar como seria um dia ideal para quem pensar em aproveitar o combo passeios + jogo da Copa.

Fomos pra Recife de avião e nos hospedamos em Boa Viagem, coincidentemente no mesmo hotel da Seleção Espanhola – mas, infelizmente, isso não me garantiu encontrar o Piqué no café da manhã ou no elevador 😦 . O aeroporto de Recife tem, desde sempre, um Centro de Atendimento ao Turista muito bom, com informações sobre todo o estado, agendas culturais, destinos (melhor CAT de todas as cidades visitadas). O aeroporto é pequeno, então é fácil de encontrar. Oferta abundante de orientações para o torcedor e um folder com orientações de transporte para o dia do jogo. Tudo o que precisavamos de informação já tava na mão.

Tudo, absolutamente TUDO de informação que um turista precisa em Recife

Tudo, absolutamente TUDO de informação que um turista precisa em Recife

No dia do jogo passamos a manhã no Centro Antigo de Recife. Era um domingo, dia em que a prefeitura organiza 40km de ciclovia na cidade. A população aproveita bastante esta ciclovia, deu até vontade de alugar uma bicicleta! Visitamos, na região, o Centro Cultural da Caixa, circulamos pelos quarteirões e terminamos visitando o Centro de Artesanato de Pernambuco. Se dali não fôssemos pro estádio, provavelmente eu teria comprado um bocado de peças artesanais, cada uma mais linda que a outra. 😉 A oferta de atrações ali é vasta e tudo depende do tempo que se dedica a cada uma delas. Poderíamos, ainda, conhecer a Torre Malakoff e almoçar no Boteco, restaurante no fundo do Centro de Artesanato com boa comida e serviço de buffet. Mas nossos planos eram outros – fomos encontrar nossos amigos para assistir ao jogo Italia x México na TV antes do jogo.

IMG_5627

Para assistir a este jogo sem prejudicar a logística de chegar ao estádio, fomos a uma churrascaria que fica proxima a Arena, na BR408. Pegamos o metrô (gratuito para quem tivesse o ingresso da Copa) na estação Recife, a mais próxima de onde estávamos. Descemos na estação Cosme e Damião, penultima da linha. Lá, 6h antes do jogo, a estrutura já estava montada para os torcedores. Pegamos um dos ônibus da fila e descemos no ponto único proximo à Arena.

A churrascaria ficava do outro lado do estádio, o que fez com que andássemos aproximadamente 3km por volta das 13h contornando a Arena para chegar até o local, o Bode do Mundinho. Mas não comemos bode não. Fomos de carne do sol. 🙂 O lugar estava lotado, pareceu ser bastante frequentado por quem vai ao estádio. Percebi que muita gente tinha ido de carro e estacionado no local. Pesquisando, depois, achei essa matéria bem interessante pra quem preferir ir de carro próprio.

Placa de identificação da churrascaria, o acesso ao estádio às 17h30 e nós, devidamente instalados

Placa de identificação da churrascaria, o acesso ao estádio às 17h30 e nós, devidamente instalados

Finalmente entramos no Estádio, 1h30 antes do jogo. Em seu primeiro jogo da Copa das Confederações, sem sombra de dúvida com muito a aprimorar para as partidas seguintes. Assim como havia acontecido no Mané Garrincha na partida de abertura, havia filas para comprar qualquer coisa e a bebida acabou muito rápido – meia hora depois do jogo ter começado já não havia mais cerveja disponível no estádio e muitos dos bares já não tinham nem refrigerante nem água. Compramos duas águas, que fizemos render até o fim da partida.

Fim de jogo, nos reunimos novamente com nossos amigos e fomos para o ponto de onibus, pra de lá pegar o metrô. Nós e provavelmente toda a Arena. A logistica de retorno foi terrível, e reconhecida pelas autoridades como “necessitando de melhorias”, e espero que os jogos seguintes tenham tido logística melhor. Filas e placas disciplinadoras foram desrespeitadas e cada um entrou nos ônibus como deu, e todos saíram lotados como em qualquer grande cidade bem na hora do rush. A população até que se comportou bem, imaginei que poderia ter presenciado um grande quebra-quebra. Acabou que o buzu funcionou como um funil para o acesso ao metrô. Chegando na estação, esta também cheia, mas menos tumultuada que o ponto de ônibus.

Para voltarmos sentados e não espremidos e em pé, pegamos o metrô no sentido contrário, rumo a Capibaribe. Funcionou! 🙂 Na volta, o metrô encheu na Cosme e Damião, mas não ficou lotadaço por muito tempo. Havia vários bolsões de estacionamento nas estações seguintes, principalmente na da Rodoviária. Descemos na estação do Aeroporto, de onde pegamos um taxi pro hotel. Do fim do jogo até o hotel foram 3 horas. Devíamos ter pego uma carona com a seleção da Espanha. 😉

Mudaríamos alguma coisa nesse nosso dia? Como estávamos de grupo, acho que valeria a pena ter alugado um carro pra poder estacionar nas opções que haviam na BR. Mas confiamos tanto na logística do transporte público e era o primeiro jogo, ficou o aprendizado.

Meu dia perfeito de turistagem + jogo: Recife Antigo de manhã com almoço no Boteco pra atender a variados gostos e apetites. Logística para a Arena de carro, estacionando em estacionamento particular ou fechando um esquema de van com o hotel. Após-jogo: bares da Boa Viagem, as ruas do Recife Antigo ou uma esticada à noite de Olinda.

Onde dá pra assistir outros jogos, pela TV: Há muitos bares na Boa Viagem que transmitiram os jogos, com telões e TVs de led. Nós assistimos o Brasil x Japão no Ilha dos Navegantes. Comida boa e chopp gelado. Site: http://www.ilhadosnavegantes.com.br.

Taxi Aeroporto-Boa Viagem: R$27 (especial); R$14 (comum)

Sites interessantes:

http://www.caixacultural.com.br

http://www.artesanatodepernambuco.pe.gov.br/

http://www.itaipavaarenapernambuco.com.br/

IMG_5625