Feliz Navidad 2007

Ahá! Achou que o título tá errado, né? Pois não tá não… É que ano passado eu e Carol estivemos em Madrid já pertinho do Natal, e a cidade estava toda enfeitadinha para celebrar a data.

n25

 Inclusive, nessa época, você pode pegar o Bus de La Navidad, um ônibus de Natal que circula pela cidade durante 1 hora passando por diversas avenidas e pontos turísticos, todos devidamente decorados com motivos natalinos e iluminados. Uma lindeza!

Cada bus tem um nome relacionado ao Natal! Peguei essa foto no site www.esmadrid.com

Cada bus tem um nome relacionado ao Natal! Peguei essa foto no site http://www.esmadrid.com

E, apesar do friiiio de 3 graus na cidade, é ÓBVIO que ficamos na parte de cima. Apavoradas com as consequências de 1h tomando vento naquela noite tão amena de inverno, claro, mas não abrimos mão de ficar na parte de cima, até o fim!

n30

 Durante o trajeto, algumas performances: uma cigana prevendo o futuro, um saxofonista…

n1

 

 De vez em quando o motô dava uma acelerada… e as fotos eram um desastre. Mas olha a cara de felicidade! (e essa cigana, hein…)

 n12

AAAAAH, cuidado na curvaaaaaaaa!!!!!

 Que brisa agradável!

 O Bus de La Navidad custa 1 euro. Uma pechincha, e por isso mesmo tem uma fila bem grande para pegar antes de entrar no busu. Mas a fila anda bem rápido, acho que em meia hora entramos num ônibus. Foi um programaço, nos divertimos bastante, mesmo com todo o frio! E acordamos bem boas, nem sinal de resfriado! 😉
n24

Barcelona – pra não esquecer da próxima vez…

Eu e a Carol chegamos e saímos de Barcelona de avião, com tickets de empresas low-cost. A maioria delas não opera no aeroporto oficial. Nossos voos da Ryanair chegavam e saiam de Girona, cidade a mais de 1h de distância. Quando chegamos, pegamos um ônibus executivo da Barcelona Bus para chegar em um terminal dentro da cidade, de onde pegamos o metrô para chegar ao Hostel. Pois bem, na volta já nos achávamos bem espertinhas e resolvemos que não precisávamos pagar a fortuna de 14 euros de Bardcelona Bus (pra quem pagou 30 euros na passagem de avião…) pra ir até Girona de novo.

Ticket Aeroporto de Girona - Centro de Barcelona - 14 EUROS

Descobrimos que poderíamos pegar o metrô até a última estação de uma das linhas (sorry, não me lembro mais qual, nem consultando o mapa!) e que, de lá, tinha um outro ônibus de 2 euros que nos levaria até o aeroporto. Bem condizente com o perfil low cost da nossa viagem! Não vimos problema e lá fomos nós, afinal o sistema de transporte urbano na Europa tooooda é tão evoluído, não é o que sempre falamos?

Pois bem… até o fim da linha de metrô, foi tudo ótimo. O problema começou quando percebemos que o ponto de ônibus era realmente um pontinho numa estação toda aberta, com cobertura para a chuva, mas nada que nos protegesse do frio de dezembro. Ok, o ônibus vai passar rapidinho… que nada! Demoramos mais de 40 minutos no ponto, esperando o raio do ônibus! E nesse período, chegaram muuuitas outras pessoas com a mesma idéia insana que a nossa (alguns com pouca bagagem, e outros com malas enormes…).

Se tivéssemos mais tempo, provavelmente deixaríamos o primeiro ônibus passar, lotado, para esperar o próximo. Mas o tempo ia passando, passando, a hora do nosso checkin avançando e naaaada de ônibus… quando o mesmo chegou foi uma correria – todos queriam entrar e pegar um banquinho, ainda tinha essa! Pagamos, entramos e ainda tivemos que ficar um bom tempo no ônibus, que parava em tudo quanto era ponto (igual aos busus daqui, às 18h, caindo gente pela porta).

Ticket com 10 viagem de metrô: 7,20 EUROS

Chegamos no Aeroporto em cima da hora para despachar nossas mochilas. Deu tudo certo no final, o vôo atrasou um pouco e descansamos no embarque, mas corremos um risco danado! Não recomendamos a ninguém! Depois dessa saga, achamos os 14 euros do Barcelona Bus uma excelente opção! UFA!

Faltou tempo em Barcelona…

Foram quatro dias e meio em Barcelona, muito pouco pra curtir beeem a cidade. Acho que, numa primeira visita, ninguém deve ficar menos de 1 semana por lá! Mas agora eu só sei disso por experiência própria, rsrs…

Faltou tempo para curtir as baladas de Barcelona, que não priorizamos por querer conhecer mais a parte histórica e arquitetônica.

Faltou tempo para entrarmos em cada ruazinha que dá nas Ramblas… em cada rua que entrávamos, era uma tarde de passeio! Além das Ramblas mesmo, que cada dia tinha uma exposição diferente – vimos até feirinha de bichinhos domésticos!

 

Precisamos voltar para nos perder mais vezes no Barrio Gótico…

 

Eu preciso voltar para conhecer direito Montjuic e várias atrações que não entramos, porque era domingoooo e tudo fechava cedo!!!! AAAAGH!  :_(

E, quando voltar, tem que ser numa estação de temperatura mais amena, para poder aproveitar a orla da cidade! No frio ela também fica linda, mas só dá pra imaginarmos, um pouquinho, como deve ser no verão!

Barcelona merece vários brindes! Entra no rol daquelas cidades que você visita várias vezes e sempre tem o que ver/visitar/conhecer, além de sempre querer voltar às atrações tão admiradas!

Nossa Senhora do Mar

Quando você diz que vai a Barcelona, todos te falam maravilhas sobre o Templo da Sagrada Família. Mas eu não tinha nem notícia que havia uma Catedral com o lindo nome de Catedral de Santa Maria del Mar em Barcelona.

Achei o nome da Catedral um charme. Me fez lembrar de como o Mar é importante para Barcelona e foi uma associação que acabei fazendo a Salvador – lá temos a Procissão do Bom Jesus dos Navegantes, temos Iemanjá, a Rainha do Mar… acho que começou a pintar saudade de casa, rsrs. Pelo menos saudade do verão baiano, já que era Dezembro e tava o maior friozão… 

Sim, friozão, mas o céu continuava azuuuul…. o que foi uma benção divina durante nossa viagem – imagina, se além de frio estivesse chovendo! Mas São Pedro nos poupou creio que em mais de 80% de nossa viagem deste tipo de desconforto.

A catedral é toda em estilo gótico e muito linda.

Vimos muitas igrejas no estilo gótico em nossa viagem. Aqui, ainda estávamos no início então tudo era novidade. Os vitrais nos impressionaram muito.

E pudemos visitar o pátio interno da igreja, que achei bem lindinho. Não sei se fica aberto sempre, mas quando estivemos lá pudemos passear pelo pátio e (tentar) ver um presépio montado no local. Tem até um laguinho lá dentro, com patinhos e tudo. Mas estava ficando escuro, tínhamos que ir embora.

Para saber mais da Catedral del Mar (para os íntimos), veja esse link:

http://en.wikipedia.org/wiki/Santa_Maria_del_Mar_(Barcelona)

Lindo Güell

Dia de passear no Parc Güell. Pegamos o metrô e, em vez de pegar a linha que pelo mapinha te deixa mais perto do parque (Lesseps), pegamos uma outra para entrar pela lateral (Vallcarca, se não me engano…).

É muito melhor de ir pro Parque Guell por ela, porque no mapa não dá pra ver, mas o parque fica no alto e, indo por Lesseps e chegando pela entrada principal você tem subir ladeiras e mais ladeiras. Já por Vallcarca, você anda uns 2 quarteirões, procura a Baixada de La Gloria e chega numas ladeironas….  com escadas rolantes! A solução para todos os problemas de pessoas sedentárias como eu.
Tá vendo a rua com as escadinhas? Dá pra imaginar o ladeirão?

Tá vendo a rua com as escadinhas? Dá pra imaginar o ladeirão?

Foi a primeira vez que vi escadas rolantes assim, ao ar livre. Depois ainda vi mais na Espanha, em Toledo. Esta foto eu peguei emprestada de Polly, pois não tive a brilhante e turistíssima idéia de tirar foto essa divertida atração!
Benditas e providenciais escadinhas rolantes!

Benditas e providenciais escadinhas rolantes!

E lá fomos nós passear pelo parque, que é enorme!
Friozinho e solão, combinação ótima!

Friozinho e solão, combinação ótima!

As fotos que tiramos no Parque ficaram tããão boas que ficou difícil escolher as que botar aqui. Resolvi botar TODAS as que eu gostei, bem mais que nos outros posts. Mas é que o dia tava tão lindo… 

Ao fundo, a Casa Museu Gaudí, dentro do parque

Depois de caminhar um bocado, nossa primeira parada foi a Casa Museu Gaudí. Você pode comprar o ingresso conjugado com a entrada pra Sagrada Familia, que já tínhamos visitado. A casa é pequena, mas cheia de itens interessantes da vida de Gaudí.  Aqui, a Carol com a escultura preferida nos arredores da Casa… 

Depois de rodar pela parte mais alta do parque e pela Casa Museu Gaudí, chegamos nessa área enorme, a Gran Praça Circular, que tem um único banco que a circunda de fora a fora. Ela é suspensa por colunas e, como tudo no Parque Güell, é criativo e único. As colunas no fundo dessa praça lembram uma continuação das palmeiras… Muito legal.

A praça em cima e as colunas que a sustentam… 

Foto do teto sustentado pelas colunas, todo em mosaico e com desenhos. Pra mim, lembrava o fundo do mar! Pra ajudar vocês a terem essa mesma espetacular capacidade criativa, até inverti a foto, hehe! 

E esse túnel do lado, lembrando uma mega onda…

 Não, eu juro que as substâncias mais ilícitas que consumimos foi chocolate quente, em escala gigantesca! 😛

Encosto do banco gigante e casinhas da entrada do Parque Guell no fundo…

Onde está a Carol?

Onde está a Carol?

Esse dragãozinho aí é um dos mascotes de Barcelona – o Draco está em tudo quanto é lugar. Por isso é difícil tirar uma foto mais íntima, assim… ‘a sós’ com ele. O assédio é grande…

Mas insistimos e a Carol conseguiu um ângulo melhor que o anterior, desta vez!

O Parc Güell vale uma, duas, dez visitas! Adorei!

Entre tapas e cañas em Barcelona

 Já tinha ouvido falar, mas não dá pra acreditar no tanto que a Espanha é um país bom pra engorda. Come-se bem e fartamente nos lugares que têm a ver com os hábitos mais comuns dos espanhóis – incluindo aqui os catalães, mesmo que eles não queiram, 😉 .

Eu adorei conhecer as tais tapas que tanto ouvi falar. Tapas são os tira-gostos deles. Como boa mineira, adoro essas comidinhas de bar, petiscos em geral. Eu a Carol nos esbaldamos no Tapas Tapas, recomendado pela Dri Setti. São sei-lá-quantas tapas diferentes para vc escolher, da mais comum (pãozinho com molho de tomate) a caracoles (primo espanhol do escargot, sem molhinho de mostarda e ervas). 

TapaTapa

Sentamos no balcão para poder aproveitar melhor… a vitrine do bar. Na vitrine ficam todas as modalidades de tapas, e nós duas de frente para elas. Você também pode escolher as tapas pelo joguinho americano de papel, onde pode ver as fotos das ditas e seus preços. Tudo tava muito gostoso, apesar de eu ter achado as porções pequenas e caras. Iria lá de novo, mas acho que foi o barzinho mais caro da viagem. Jantamos tira-gosto e pagamos quase 30 EUR cada.

Tapas1

Vejam o meu copinho de caña (cerveja) e o da Carol… hahaha, sabiam que no dela tem mais teor alcoólico que no meu?… Quem diria, né? Tsc, tsc, coisas da vida!

Tapas2

Na Espanha como um todo há muitos frutos do mar pra vc se deliciar. Passeando pela orla, nos deparamos com esse lagostão. Será uma homenagem a tantos que se sacrificam para saciar o apetite de locais e turistas?  Vejam a carinha dele de feliz por atender aos nossos desejos gastronômicos… 

Lagostao!

Soy loco por tí Barça!

Bom… na verdade, verdade messsssmo, não sou louca por time nenhum, o que eu mais gosto no futebol é a folia toda, a animação do povo e a rixa (quando saudável) entre as torcidas. Sou sofredora – ops! torcedora – do Atlético Mineiro e não sei nem a escalação do time.

 

TicketCampNou

O Barça é uma paixão mundial, foi legal conhecer o estádio e um pouco da história do time. Achei o tour caro, ainda bem que minha carteirinha de estudante me garantiu um ingresso mais em conta (preço cheio é 16EUR, acho…).  

EstadioCamNou1

O tour é auto-guiado – vc não tem ninguém te acompanhando, só umas pegadas adesivadas no chão indicando o caminho, plaquinhas onde há algo memorável e alguns orientadores estrategicamente posicionados para explicar isso ou aquilo ou pra impedir que vc siga pelo caminho errado.  

CampNouSalaDeImprensa

Essa foto foi tirada na área onde o pessoal do Barça dá as entrevistas coletivas. Veja as logos de todos os patrocinadores ao fundo… 

CampNouVestiarios

Carolzinha nos vestiários do time adversário – não podemos entrar no vestiário do time anfitrião!  😦

 CampNouCarolPatrocinadora

Aqui Carolzinha tá sentada em uma das poltroninhas da Tribuna de Honra – provavelmente no lugar de algum diretor da Nike, ou da Cocacola, ou de alguma mulher de jogador, etc…

 

MuseuBraça

Depois de conhecer o Camp Nou, vc entra no museu com toda a história do Time, que é bem interessante. Saindo do Museu, entrada obrigatória na lojinha (lojinha?!? ela é enorme e ocupa dois andares…) do time, onde vc pode comprar um mundo de coisas. Achei tudo meio ‘over’. Queria trazer alguma coisa e saí de mãos abanando. Acredite se quiser, isso aconteceu!

  

CampNouAutoFoto

Pra saber mais sobre o Barcelona, acesse http://www.fcbarcelona.com.