Quarta-feira de Carnaval no Gravata Doida

Como assim quarta-feira de Carnaval?

Bom, na verdade ainda não é um Carnavaaaaal oficialmente falando, mas é quando começam de fato os festejos, que só param na quarta-feira seguinte, a de cinzas. Uma comemoração por ser  ‘véspera’ de Carnaval. Pronto, motivo mais que suficiente pra ir pra rua.

E quarta-feira boa é na Barra, com o bloquinho Gravata Doida.  Você compra seu acesso através de amigos ou amigos de amigos. O preço é justo para um bloco de rua, camisas para as mulheres R$40,00 e conjuntinho gravata+bermuda para os homens R$50,00. E a noite é super tranquilinha, com mais uns poucos blocos de rua e bandinhas. O Gravata Doida faz uma concentração das 20h às 23h no Bar Barra Vento, com sambinha dentro do bar. A partir das 23h, uma bandinha puxa o povo de dentro do bar para dar uma volta, indo até o Farol da Barra e voltando para o Barra Vento. Surrupiei a fotinha  abaixo, de 2008, do site oficial, espero que os organizadores não fiquem muito brabos…

Concentracao do Gravata

A bandinha vai tocando musiquinhas de todos os carnavais que você conseguir se lembrar ou que já ouviu falar, inclusive, pasme! as musiquinhas deste ano.  Um “esforço de corda”  cerca a bandinha, as mulheres encamisadas e os homens engravatados – esforço porque volta e meia tem alguem tentando ser “penetra” no bloco.

Durante o percurso, achei e me perdi de meia Bahia (do baianês: de muita gente).  Quase às 2 da manhã, retornamos ao Barra Vento. E amanhã ainda é dia útil, meudeusdocéu…

Ano que vem tem mais. Se empolgue aqui…

http://www.gravatadoida.com.br/

http://circodailhaquadrada.blogspot.com/2008/02/o-bloco-perdido.html

Anúncios

20 pensamentos sobre “Quarta-feira de Carnaval no Gravata Doida

  1. Assim você colabora com o pessoal que diz que baiano não trabalha. Vou acabar acreditando, hehehe…

    É bacana e tal, e nem é tão caro, mas me incomoda esse negócio de cobrar para desfilar na rua (que, um dia, foi pública). A prefeitura deveria, no mínimo (mas bem mínimo mesmo) ficar com parte da grana e investi-la em lazer popular.

  2. Fofão, baiano trabalha e se diverte! 😉
    Sobre o bloquinho, é ÓBVIO que tem que ser cobrado! Não estamos pagando para desfilar na rua (isso é gratis), e sim pela bandinha, pela segurança que é necessária, pela caracterização – gravatas e camisas… Eu não sei bem como é a concessão para botar um bloco na rua, mas deve sim haver uma taxa a ser paga na prefeitura ou outro orgão publico.
    Ah, e durante o carnaval há trios onde vc paga pra sair mas também há os pagos pela prefeitura, sem cordas, para o folião pipoca. E geralmente são trios ótimos pra ir atrás…

    Keu, pois é, tem gente que se empolga, né, e bota animação como cordeira! rsrs

  3. Xingu, não sejamos ingênuos. Se quem paga fica dentro e quem não paga fica fora, e se isso acontece na rua, então paga-se para usar a rua.
    Aqui em BH, tínhamos o Carnabelô nos mesmos moldes, mas acabamos com ele. Hoje, na mesma época do ano, temos um fim de semana inteiro de shows de axé no Mineirão (estatal, mas não público), onde se pode cobrar pelas bandinhas, pela segurança e para ficar perto do camarote da Ivete (ou sei lá de quem). Sem ocupar a rua.

  4. Fofão, podemos discutir horas sobre isso. Inclusive, já vi debates sobre isso mais de uma vez – se paga, se não paga, quanto cobra, etc… O importante é que o pagamento é facultativo – vc pode ir atrás do Chiclete com Banana, pagando ou não. Podemos falar sobre isso num próximo encontro, se quiser!

    Sacanagem é comparar o Carnaval de Salvador ao Carnabelô. Aquilo ali é micareta, focada exclusivamente em axé music. O Carnaval é muito mais…

    Vem pra cá ano que vem que te pago a cerveja!

  5. Prezada, não vai rolar. Conhecer Salvador é uma hipótese tentadora, mas nunca, jamais, durante o carnaval, seja pago, de graça, com ou sem cerveja. Aliás, o único motivo pelo qual ainda vale a pena morar em BH é o fato de não ter carnaval. Segundo a música do Caetano, eu já morri.

  6. Essas cordeiras… completamente sem nossão!(com ss mesmo, de tão sem noção!). Essa Gravata é doida mesmo!

    Dri, só faltou uma foto dos homens sem camisa, com gravata e bermuda. Era muito comico!

    Bjs

  7. Oi Dri!! Tudo bem?
    a viagem para Roma j´´a está quase certa!
    para quem vai passar 4 dias em Roma, o que vc sugeriria?
    quais os lugares mais importantes?
    vc que já conhece a cidade como seria um roteiro legal para nao perder tempo e aproveitar muitoooooo?
    e o que nao posso deixar de experimentar? rsrsrsrs
    adoro pizza, sorvetes, pastas, vinhos…rsrsrrs
    obrigada mais uma vez pela ajuda!
    beijinhos lela

  8. Lela,

    Roma é enorme, mas em 4 dias dá pra fazer o básico.
    Primeiro de tudo, compre um passe Roma Pass, procure saber no hostel ou hotel onde vc vai ficar um local onde venda. Com ele vc poderá ir a 2 primeiras atrações de graça e terá desconto nas proximas. Com o Roma Pass em mãos, vá primeiro no Coliseu, pois com o passe vc nem enfrenta a fila gigante que tem na porta. Só isso já vale o cartão! rsrs. Para entrar no Monte Palatino, em frente ao coliseu, vc usa o passe tb (é 2 em 1: Coliseu + Monte Palatino). A segunda atração pra usar o passe, vc escolhe! Eu usei a entrada aos Museus Capitolinos, ficam depois do Forum Romano. Da segunda vez, fui no Museu da Villa Borguese. Os dois foram bem empregados. O passe tb dá direito a 3 dias de transporte público inclusos. Vc vai achar melhor andar, pois as atrações sáo sempre muito proximas uma da outra. Mas no fim do dia pegar um onibus ou metro pra casa é uma beleza…

    Vá 1 dia para o Vaticano (museus e Basilica de Sao Pedro). Chegue cedo, porque a fila é enorme. Mas náo se desespere, ela anda rápido. Hoje já dá pra comprar o ingresso no site do museu pela internet, aqui: http://biglietteriamusei.vatican.va/musei/tickets/index.html

    Faça o tour dos sorvetes e veja qual gosta mais… eu adoro a sorveteria Giolitti, fica perto do Pantheon. Basta perguntar, vc encontra. E a San Crispino, tem perto do Pantheon e perto da Fontana di Trevi. Basta perguntar tb…

    Se quiser um jantar especial, eu recomendo o restaurate La Pace del Palato (www.lapacedelpalato.com), perto da Piazza Navona. Vc vai ver que tem muito restaurante pega-turista na cidade. Esse tem comida boa e atendimento nota 10!

    Me conta como foi em Roma, e se as dicas ajudaram!

    Beijos!

  9. Oi dri!!!
    Obrigadao!!!!!
    Ótimas dicas!!!! compramos as passagens para o dia 22 de abril , mas agora vamos esperar ( e rezar!!!) que pare os tremores por lá…
    um beijo grande
    lela

  10. Dri,
    Começamos a fazer o roteiro!!! 🙂
    Visitamos alguns blogs do seu roll e estou dando uma olhadinha na suas sugestoes tb!!!
    No vaticano vc fez como? estou doidinha…cada um diz uma coisa… manha? tarde? museu? capela sixtina? o que visita primeiro!!!! me ajudeeeeeeee!!! kkkkkkkkkkkkkk
    beijos beijos e muito obrigada pelas dicas e torcida: vamos comemorar 2 anos de casados lá em Roma!!!
    beijo querida
    lela

  11. Lela,
    o Vaticano toma um dia inteiro de passeio… chegando entre 9 e 10h, prepare-se para umas 2h dentro dos Museus e depois mais 1 hora na Basilica. Mas contando com a fila, com as paradinhas pra descanso, etc, acho que nao da pra sair antes das 15h!!! E vá alimentada, há um grande restaurante na entrada do museu e depois vc só come de novo quando sair da Basilica.

    Eu recomendo que vc faça como eu e a minha irmã fizemos: fomos cedo, passeamos no museu, fomos na Basilica e na saída ainda deu tempo de visitar o Castelo de Sant Angelo, que é perto e muito bonito.

    A Capela Sistina é a última atração nos Museus do VAticano, então náo tem como vc adiantá-la…

    Boa sorte! QQ coisa, pode perguntar!

  12. Oi Dri, você tem algum indicação de hotel bbb, em Salvador, para o carnaval?
    Sei que já tá um pouquinho tarde pra isso mas vamos ver o que consigo!
    Bjs e obrigada,

  13. Oi Val!
    Um hotel que acho bem legal é o Monte Paschoal. Fica de frente pro circuito, e também pra um pedaço bem bom da praia da Barra. Não é o mais badalado, mas é bom pra banho de mar.

    Além deste, tem o Marazul, o Grande Hotel da Barra, o Barra Summer Flat e o Sol Bahia Marina. Mas, se sua prioridade for um valor BBB, melhor buscar algo mais distante um pouco, como próximo ao Iguatemi. Ali tem o Web hotel, que é mais em conta durante os outros dias do ano. O Holiday Inn fica no Stiep, longe também. Conte com uns R$40 por corrida de taxi para o circuito do carnaval, nesses lugares. Isso te ajuda a ver se vale a pena ficar perto ou longe, comparando as diárias…

    Boa sorte!

  14. Ei, Dri!

    Estou indicando esse post para uns amigos que chegarão em Salvador uma semana antes do carnaval. Que Beleza!

    Não tem mais desses bloquinhos menores e bacanas como esses durante o carnaval não?

    ; )

    Tá chegando!

  15. Oi Guilherme! Aêê, tá chegando!

    Pode indicar a vontade, claro!

    Durante o Carnaval tem bloquinhos também – no Pelourinho, e no circuito sempre há grupos de amigos que se juntam e fazem uma baguncinha bem legal. Além disso, gosto dos trios independentes de Armadinho, Moraes Moreira e outros ícones do Carnaval – a pipoca desses trios costuma ser bem jóia.

    Também dá pra procurar na programação a saída do Microtrio, que nada mais é que uma banda inteira tocando dentro de uma van – tipo Topic. Também vai uma galera pipocando atrás que é uma beleza. Se tá difícil de imaginar, deixar chegar aqui pra vc ver e se surpreender!

  16. Pingback: Blocos acústicos na quarta pré-carnavalesca – nem só de trio elétrico vive o Carnaval da Bahia | Área de Jogos da Adri

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s