Programas em Paris – Uma tarde num spa marroquino

Pra eu não esquecer o que tem de bom pra fazer em Paris, vou deixando as dicas aqui… O Le Bain du Marais parece que é o dobro do preço, pelo que o meu parco francês pode decifrar no site. 35 euros o hamman, e 35 euros a massagem.

RELAX – Insha-Allah! – Spas marroquinos viram moda em Paris

Viagem e Turismo, Edição 112 - 02/2005, Por Tatiana Milanez

Foi no ano de 600 D.C. que o profeta Maomé, após ter experimentado um dos banhos romanos existentes na época, resolveu adaptar a idéia para o islamismo. Supercomuns nos países árabes desde então, os hammans, difusores de calor, em árabe, são espécies de spas freqüentados principalmente por mulheres. Em Paris, com o aumento da procura por espaços de bem-estar, os franceses resolveram aderir a esse costume milenar. Resultado? O hammam virou moda. O mais tradicional da cidade está localizado dentro da Grande Mesquita de Paris (39, rue Geoffroy Saint Hilaire, 33-01/4331-3820, http://www.mosquee-de-paris.org ). Depois de passar por uma pequena sala de espera, entra-se na sala principal, onde fica o caixa, a sala de repouso e as mesas de massagem, tudo no mesmo ambiente. Mulheres pudicas, abstenham-se. Apesar da regra de uso do maiô, todo mundo fica nu. Mas é tudo muito natural. O lugar é belíssimo: azulejos, lustres e vitrais, a mesma decoração moura da mesquita. Escolhi o pacote de 30 euros: sauna, limpeza de pele e massagem. Está incluído um chá de hortelã e um sabão preto bem típico, à base de azeitonas maceradas. A sauna é composta de três enormes salas, que diferem na temperatura. Em seguida, fui para a limpeza de pele – o corpo é esfregado com uma luva, chamada kessa, fabricada no Marrocos, de pêlo de cabra. A esfoliação é quase dolorosa, mas o resultado é impressionante: a pele fica bem macia. Acabei nem esperando pela massagem, pois a fila era enorme.

No dia seguinte, fui conhecer o Le Bain du Marais (31-33, rue des Blancs Manteaux, 33-01/4461-0202, http://www.lesbainsdumarais.com), um hammam moderno e chique, com apenas uma década de existência. É lugar para ver e ser visto, principalmente nos fins de semana, quando é freqüentando tanto por homens quanto por mulheres. Nesses dias, o maiô – por questões óbvias – é obrigatório. O espaço, com 600 metros quadrados, tem manobrista, salão de cabelereiro, bar e sala de repouso com divãs aveludados. O ambiente é tão badalado que a reserva tem de ser feita com, no mínimo, duas semanas de antecedência. Na entrada, monsieur Benitah, o proprietário, recebe pessoalmente seus clientes. Vou direto para a sauna. De tão bochinchado, não há lugar para se sentar na sala de espera. Depois, hora da massagem, super-relaxante. Lá fora, os termômetros marcavam 5 graus. Programinha ideal para o inverno parisiense.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Programas em Paris – Uma tarde num spa marroquino

  1. Oi adriane… muito legal seu blog!!
    tenho visitado sempre…
    então.. se c puder me ajudar num sério conflito q estou passando!!
    to muito na pilha pra ir pa europa.. vou com 2 amigos…
    eles tão querendo ir logo agora em dez. no inverno.. eu to preferindo deixar pro verão.. pq acho q o frio vai pegar pesado por aí.
    a gente mora em saõ luis-MA, temp. media de 30ºC..
    hehehehe
    então.. vc q conhece! como é de fato o inverno por aí???
    nosso roteiro é mais ou menos portugal/frança/inglaterra/belgica/holanda/alemanha e rep. checa.
    da pra curtir de boa… as festas rolam mesmo ou fica muito parado???
    quqalquer informação é válida!! se puder responder pro meu e-mail..

    valeu.. e parabéns!!!

  2. Ah, Luciano, se puder esperar pra ir no verão, é outra história! Essas baladas pesadas que ouvimos falar na Europa só acontecem na primavera e no verão.

    Claro que acontecem baladas durante todo o ano, mas é diferente… Em junho é quando acontecem os shows, festivais, o dia vai até tarde (21h e ainda tá claro!). A confusão costuma ir até agosto. Se vão 3 amigos pra curtir festas e se vcs podem esperar, sugiro que esperem mais um pouco sim – aproveitam e juntam mais um dinheirinho, eheh!

    Bom, o frio pega pesado sim, mas todos os lugares têm calefação – então, em locais fechados, vc nem sente que é inverno. Mas os dias começam mais tarde e terminam cedo. E evite cidades pequenas, elas costumam ficar bem sem-graça ou totalmente românticas nessas épocas…

    No que mais puder ajudar, tamos aí…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s